• Ana Margonato

Presságios

Atualizado: 16 de mar. de 2021

Um presságio que arrepia os ossos.

Olhar de quem pouco compreende.

Coisa boa ou coisa ruim.

Quem é que entende?


Desisto de respostas prontas.

Resolvo refletir.

Seriam todas as dores do mundo.

Possíveis de se sentir?


Entre um pensamento e outro.

Ao universo tento me conectar.

São tantos presságios.

Algum ei de deixar passar.


Eu sei, eu sei, a vida faz dos mistérios um atrativo, uma forma de se fazer assistir até o fim.

Seriam então os presságios um aviso, novo capítulo com cheiro de bálsamo ou de alecrim?


Presságios, as vezes vem de dentro, as vezes é de fora que puxa.

Mas no fundo, seu maior intuito é nos lembrar.

Que o pulso, ainda pulsa.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mergulhos