• Ana Margonato

Entre elas - Com Fernanda Misumi


Fernanda Misumi é escritora, poeta, mãe e advogada. Nascida em São Paulo, em 1989, voa pelo mundo através de histórias, diários, cartas, cadernos e memórias. Leitora, observadora, apaixonada pelas palavras e pelos mistérios da vida, divulga seus textos na página do Instagram @fernandamisumi e na newsletter Miudezas Diárias.

Autora do livro de contos Como as amizades acabam.

Integra a Antologia de Poesia, Crônicas e finalista na categoria Contos do Selo Off-Flip, além de integrar a Antologia Poética “Simplesmente Elas, pela Editora Psiu e a Antologia de Contos “Fraturas” do Pintura das Palavras.



Como foi o nascimento do seu livro “Como as amizades acabam”?

Fernanda: Como as amizades acabam veio do desejo de contar histórias de mulheres e como a maternidade atravessa cada uma delas. Eu já tinha escrito o conto que dá nome ao livro e alguns outros, aprimorei os textos e o livro nasceu!



Você escreveu este livro já com a intenção de realizar a publicação independente ou foi algo que ocorreu no decorrer do processo?

Fernanda: Eu terminei de escrever em 2021, mas deixei na gaveta. Não conhecia a fundo a publicação independente, então foi só em 2022 que eu percebi que seria possível fazer meu livro nascer sem depender de editoras.



A publicação independente tem sido um caminho pedregoso ou mais plaino do que imaginava?

Fernanda: A publicação independente exige demais, pois você precisa cuidar de todos os detalhes, então é preciso uma organização, planejamento. É bastante cansativo, mas recompensador.



Você vê na auto publicação uma possibilidade de independência do autor ou a consequência de um mercado editorial cada vez mais afunilado e seletivo?

Fernanda: As grandes editoras não publicam autores iniciantes, as editoras independentes não têm estrutura pra avaliar todo material que chega até elas. Fica difícil, quando não impossível, para um autor iniciante, que não está inserido no meio literário, ter uma chance no mercado editorial. Então eu acredito que a auto publicação dá espaço para bons livros chegarem até os leitores.



Na sua opinião, quais as maiores vantagens e desvantagens em se auto publicar?

Fernanda: As vantagens de ser um autor independente é que você participa de cada uma das etapas do processo, tem o poder de escolha. Desde a criação do texto, até a burocracia de tirar o ISBN do livro, ou seja, é uma dedicação e tanto, um mergulho profundo. E as desvantagens são justamente essas. É extremamente trabalhoso, mas uma experiência muito rica.



Você tem feito o lançamento via campanha de financiamento coletivo, como tem sido sua experiência com esta forma de trabalho?

Fernanda: Jamais imaginei fazer um financiamento coletivo para a publicação do meu livro. Mas me surpreendi com o resultado e a recepção das pessoas. É uma forma de publicar o livro com a própria venda dele, ou seja, o financiamento nada mais é do que a pré-venda do livro, que já é praticada pela grande maioria das editoras.



Aos principiantes na jornada da publicação independente, que dica de ouro você daria?

Fernanda: Publicação independente não é sinônimo de trabalho mal feito. Todo livro precisa de uma leitura crítica e no mínimo uma revisão feita por um profissional. Ou seja, se você quer se auto publicar, precisa se preocupar não só com a escrita, mas também a reescrita, um bom designer de capa, um revisor e tantos outros profissionais que estão envolvidos no projeto do livro.



Quais projetos está conduzindo neste momento? Fale um pouco sobre cada um.

Fernanda: Além da pré-venda do meu livro “Como as amizades acabam” que está no catarse (como financiamento coletivo) até dia 02 de junho, estou escrevendo um romance e tenho uma newsletter semanal chamada Miudezas Diárias. Tenho ainda um projeto incrível com Ana Margonato que é o Dialeto Materno, um Clube de Leitura sobre Literatura e Maternidade. Será um ciclo de leitura de 6 livros de julho a dezembro, encontros mensais, grupo de trocas no WhatsApp, material complementar, ou seja, um Clube do Livro completo!



Conte um pouco mais sobre seu trabalho e onde pode ser encontrada nas redes para maiores informações.

Fernanda: Meu livro pode ser encontrado até 02 de junho no link https://www.catarse.me/comoasamizadesacabam?project_id=151773&project_user_id

Eu divulgo meu trabalho através do instagram @fernandamisumi, escrevo a newsletter Miudezas diárias no https://fernandamisumi.substack.com/ e faço mediação no clube do livro @dialeto.materno

Fico muito feliz quando as pessoas me escrevem, então podem me contatar por qualquer dessas redes ou ainda pelo e-mail eupoetizoavida@gmail.com




7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo